Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tem juízo, Joana!

Entre o certo e o errado, o perdido e o achado, o dito e o não dito, encontros e desencontros, da pequenez à plenitude, entre a moralidade e a indecência. Se tenho juízo? Prefiro perdê-lo…

Entre o certo e o errado, o perdido e o achado, o dito e o não dito, encontros e desencontros, da pequenez à plenitude, entre a moralidade e a indecência. Se tenho juízo? Prefiro perdê-lo…

05
Set22

A cor dela


Ela veste-se da cor do sangue, só porque tem a mania de ser arrebitada e enérgica. É viciada no calor que o vermelho lhe transmite, quer à pele, quer à alma. Esse fogo que sente pelo corpo fora leva-a à loucura, aos sentimentos da paixão, do amor, da vivacidade, numa euforia plena de viver a vida a vermelho.

De uma personalidade carregada de força, segue de coração na boca, onde o vermelho também lhe pinta os lábios.

E no avermelhado ela perde-se, navegando pelas emoções de alta intensidade, as únicas que sabem preencher todo o seu volume.

-----

👉🏻 Também publicado no blog @valetibooks - REFLEXÕES Nº35 - 28/08/2022

29
Ago22

Tenho a cabeça cheia de poemas


249E7B71-F131-4E88-AC59-85DE1AF80284.jpeg

16BDB319-DE74-413B-971A-F29BD7E9D958.jpeg

9AD1C615-5F86-42CE-A028-4306CF1EC6B4.jpeg

94103267-CC22-4328-8D6E-520E0C42E463.jpeg

Tenho a cabeça cheia de poemas, ela tem um mar de criatividade nas mãos. A Canelas vive de tintas coloridas, histórias e poesia, ou… poevida! Porque para ela a vida nada é sem as palavras, sem uma caneta entre os dedos e… sem a arte.
Eu tenho a cabeça cheia de poemas, com a ambição de aprofundar o meu ser. Ela tem as raízes, o cacau, a terra, os pés descalços e dança ao som do mundo que gira.
Na raiz, da raiz, p’a raiz, raiz, raiz, raiz, raiz… somos todos raízes nesta terra de sonhadores. E a minha raiz, cruzou-se com a dela, entrelaçou-se e… beberam da mesma água - a fonte da essência da vida eterna que habita estes corpos mortais.

imagens por: @eusoua_canelas 
#somosarte #somosmulheres

28
Nov21

Ela


 

249012C1-2B5B-4633-B3F0-043C779EC9C7.jpeg

São os olhos dela que fascinam o mundo ao seu redor em tudo onde tocam. São de um verde água, ás vezes, um verde que se confunde com os tons da floresta. Se não os olhos, quase translúcidos de lhe conseguir analisar a alma, é o seu discernimento que lhe dá um tom acolhedor. A sua delicadeza de olhar o mundo de uma forma leve e graciosa.

Tive a sorte de lhe sentir a alma, numa amizade já de longos anos, mas se tivesse de a comprar facilmente me endividava. É fácil de nos apaixonarmos, pelo coração sementado de flores que brotam e crescem desmedidas e ela nem se dá conta. De uma natureza forte e equilibrada, ela sorri com o coração, ama de forma tão inconsciente e natural, como se o amor fosse a sua religião.

É a minha pessoa, a que me ouve sem julgar. De uma escuta como se pusesse o coração dela no meu peito e os seus pés nos meus sapatos. Um espaço criado entre nós, onde o julgamento não existe. Uma compreensão sem fim enlaçada numa perspicácia veloz.

Danada para a brincadeira, ela ri e diverte-se como se ainda vivesse com ela a Sofia de 8 anos que conheci. Inocente, virtuosa e descontaminada das feridas que o passado lhe ferraram.

Até no mau humor, lhe ressalta o humor. Dias que tem de se refugiar para redescobrir o seu sabor. E, nesses dias, ela torna a crescer e volta mais resistente para dar o melhor que leva dentro. Sendo o melhor, a Sofia de uma super conexão com o seu intimo, numa luz que não tem preço.
.
👉🏻 Um desafio proposto “propaganda à tua melhor amiga”
.

.
P.S 1 - Escolhi a “Sofia”, mas poderia ter escolhido um role de amigas, que são tão importantes quanto ela.
.
P.S 2 - Às demais, não fiquem com ciúmes, está bem? 😅 têm um lugar quentinho no meu ❤️

10
Nov21

Sensualidade triangular


1A24C6D4-05A6-42CA-8204-434E070489DD.jpeg

Se não fosses tão ousada, não terias esse formato triangular que esconde mais pele à frente do que atrás. Roçaste nas entranhas íntimas desse corpo destemido, dando-lhe sensualidade e audácia.

Na gaveta ficas-te por uns dias bem dobrada e aborrecida, só és escolhida para eventos heróicos de luxúria.

Quando ela te veste, gostas de te adaptar às curvas do seu corpo e sentes, por entre os fios de renda por que és cozida, o amor-próprio que lhe evidencias.

Passas o dia junto às suas partes íntimas. Sentes-lhe os odores carnais, molhas-te com os fluidos e, por vezes, tocam-te uns dedos, ora os dela, ora dele. Despem-te bruscamente, atirando-te ao chão ou devagar com delicadeza e assim ficas, a ouvir o êxtase lá fora.

Dali, levam-te para a máquina de lavar onde te encontras com as outras peças de roupa para mais um banho de imersão.

.

Imagem por: Catarina Alves - freezememories_

 

19
Out21

Sede de ser, Mulher


144909A2-86BF-4492-B890-5C379584F919.jpeg

Não caibo em caixas
Não me reduzo pela metade
Sou inteira
e transbordo meus exageros
Não importa o que pensam de mim
Eu sou assim
E estou muito satisfeita

Também não caibo nas bocas do mundo
Não sirvo para alvo dos teus cortejos
Por vezes, ordinários
Sou muito mais que isso,
Sou muito mais para além daquilo que consegues enxergar.

Tenho meu valor
E tô lutando pelo meu espaço
Não vou regredir
Nem ficar calada
Vou conquistar muitas coisas
E ninguém vai me impedir
Sou feminista
Sou persistente
E ninguém irá me diminuir

Nem no prazer me vou diminuir.
Deixem-me gemer e exteriorizar
Todo o meu sentir.
Nas mentalidades limitadas somos rótulos
Onde tudo o que fazemos
Servirá sempre para nos definir.

 

Em parceria com: Cacá Matos ✒️


Mais sobre mim:

Segue-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Novembro 2022

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D