Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tem juízo, Joana!

Entre o certo e o errado, o perdido e o achado, o dito e o não dito, encontros e desencontros, da pequenez à plenitude, entre a moralidade e a indecência. Se tenho juízo? Prefiro perdê-lo…

Entre o certo e o errado, o perdido e o achado, o dito e o não dito, encontros e desencontros, da pequenez à plenitude, entre a moralidade e a indecência. Se tenho juízo? Prefiro perdê-lo…

31
Ago20

Oh menina


9DB23993-3CE8-41A9-8CD5-D2E4988B3EF9.png

0C2111CD-F4D2-4CA7-9A53-0C04B77366DB.png

Tanto tens de jovem,

como de alma velha

Menina, menina, viveste muito

Ou ainda pouco viveste.

A vida pregou-te uma quantas partidas

Mas a personalidade tu a mantiveste.

 

Faladora, e não só és pelos cotovelos

Menina de sorrisos largos

Dás o peito e tudo o que lá vem dentro

Dás os bolsos e tudo o que lá vai dentro

Vestes as pessoas de afecto

Das a mão e, às vezes, tecto.

 

Oh menina de amizades ágeis

Não gostas do caos

Enroscando-te nele.

Por fazeres do controlo um desporto,

Fazem do caos o teu costume

Como quem faz do lar, conforto.

 

Menina, que pega nas palavras

E faz amor

Enquanto a lua se senta para ver

Fazes música, constróis emoções,

Dás alma a quem te quiser ler.

 

Mantém-te firme, menina

Que ainda vais levar alguns abalos

Mantém-te firme, oh menina

Mantém também essa tua loucura

E digo-te mesmo à descarada

Que és a minha melhor leitura.

Mais sobre mim:

Segue-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Agosto 2020

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D