Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tem juízo, Joana!

Entre o certo e o errado, o perdido e o achado, o dito e o não dito, encontros e desencontros, da pequenez à plenitude, entre a moralidade e a indecência. Se tenho juízo? Prefiro perdê-lo…

Entre o certo e o errado, o perdido e o achado, o dito e o não dito, encontros e desencontros, da pequenez à plenitude, entre a moralidade e a indecência. Se tenho juízo? Prefiro perdê-lo…

04
Ago20

4 irmãos


482DA89A-BC42-483A-A02E-B58E042D4F1A.jpeg

Dos mesmos progenitores nasceram 2. Dois fisicamente parecidos e bem parecidos, diga-se.

Com 2 anos de diferença, são como unha e carne. Personalidades marcadas, mas tão distintas como água e azeite. No amor, dão-se bem, num amor que lhes vem da medula óssea e percorre-lhes a pele, num tom moreno, cheio de melanina. Não sabem ser, nem estar sozinhos, a vida não lhe ensinou assim. Sempre se tiveram um ao outro e nem a imaginação consegue atingir qualquer outro estado, se não o de por eles acompanhados.

Depois veio mais 1, só da parte materna. Fisicamente parecido com a mãe, loiro de olhos verdes. Mais introvertido, mas de um humor peculiar. Cresceu com os dois mais velhos, viveu as experiências uns quantos anos acima. De histórias reservadas, segue religiosamente o exemplo dos mais velhos, como princípio.

Os 3 desportistas, apaixonados pelo futebol. Vivem vitórias, como quem se alimenta de troféus, como quem vive de glória em glória.

Cheios de histórias da infância vividas em conjunto, contadas com as gargalhadas na ponta da língua, vivências que duram uma noite inteira de conversa, com uns copos na mão e petiscos na outra. Histórias que entretém e enternecem qualquer um, de tanta cumplicidade, de tanto caminho percorrido a 2, outras vezes a 3.

Ainda existe um 4.º, o mais novo, agora da parte do pai. Mais inibido, gaiato e maroto. Travesso, mas sem jeito para o futebol.

Este último, anseia por fazer parte, num jogo de imitações e piadas que só a ele lhe pertencem. À maneira dele, tem a sua forma de estar e de ser respeitada pelos mais velhos, numa junção de testosterona de várias gerações.

No fim das contas são 4, 4 irmãos unidos pela robustez de uma família com valores sólidos. Famílias grandes, com folia no convívio e sorrisos gigantes.

Dá gosto.

São 4 e alheios à vida dos outros, vivem cada um a sua, devotadamente entrelaçados em cada uma delas.

Irmãos cheios de histórias para contar, cheios de piada e carisma. Falam-se de formas abruptas, mas francas. De uma franqueza que dói, que tem de tão real, como de natural. Pouco falam deste amor a 4, porque não precisam de falar nele. O que é verdadeiramente sentido não se obriga a ser expressado, de tão exposto que é. A 4, num amor quase palpável.

 

Imagem por: Catarina Alves - Freezememories_

Mais sobre mim:

Segue-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Agosto 2020

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D